Tire a mão da anca que você não é um super-herói!

 

Olá, fico muito contente que esteja desse lado a ler-me! E porquê? Porque hoje começa uma nova aventura aqui mesmo. É verdade, a partir de hoje partilharei consigo aqui, no meu site, muitos vídeos novos. É algo que me pediam há muito e eu gosto de ir ao encontro daquilo que os meus seguidores me pedem.

Você está certamente habituado a conhecer a Teresa Guilherme que aparece na televisão. A Teresa Guilherme muitas vezes divertida e outras vezes séria. A Teresa Guilherme que tem o coração ao pé da boca. A Teresa Guilherme espontânea e descontraída.

Mas atenção: por detrás dessa aparente descontracção, há muito trabalho, garanto-lhe. Muito, muito trabalho! E é por isso, que a partir de hoje irei partilhar consigo os truques que aprendi ao longo da minha carreira… mais do que isso, os truques e dicas que aprendi ao longo da minha vida!

Sem falsas modéstias, muitas pessoas dizem que eu sou uma referência televisiva. Eu prefiro ver-me como uma comunicadora. Como alguém que gosta de passar uma mensagem.

Mas, como eu costumo dizer, comunicar não é só dizer. Comunicar é fazer com que os outros nos oiçam. É a regra número 1: a comunicação só está completa quando o nosso interlocutor nos ouve.

Ficou curioso? Ainda bem! Inauguro a minha nova rubrica “Nem entra mosca nem sai asneira” com este vídeo, a que chamei “Tire a mão da anca que você não é um super herói!”

Neste vídeo chamo toda a atenção para as mãos. É verdade! Enquanto comunicamos, enquanto falamos, as mãos podem ser as nossas maiores amigas ou as nossas maiores inimigas. Há erros absolutamente proibidos, como pôr as mãos nas ancas ou nos bolsos.

A verdade é que, quando não sabemos onde pôr as mãos, as pomos nas ancas. Mas não é um gesto bonito. Não fica bem. Parece que nos estamos a preparar para uma grande discussão, já pensou nisso? Portanto, tire as mãos da anca.

Mas não as ponha nos bolsos. As mãos não devem estar nos bolsos quando está a comunicar. Se o fizer, irá parecer que tem algo a esconder, que não está a ser sincero.

Aposto que está a perguntar então o que fazer quando sente que as mãos “sobram”, quando estão a mais.

Quer descobrir como usar as mãos a seu favor para comunicar melhor? Veja o vídeo que está aqui em baixo. Eu explico tudo! Beijinhos, Teresa

 

E já agora veja também...