Eu posso, tu podes, todos podemos

 

Seja muito bem-vindo ao novo vídeo da minha rubrica “Eterno Feminino”. Hoje partilho mais um segredo consigo: quando me perguntam “Teresa, como é que foi capaz de fazer tanta coisa em Televisão?”, a resposta verdadeira reside precisamente na palavra “capaz”. Eu acho que fui capaz de fazer tanta coisa porque acho realmente que sou capaz. Ou seja, acredito muito em mim e em tudo o que sou capaz de fazer. E você deve fazer exatamente mesmo. Eu explico-lhe tudo.

Eu acredito profundamente que somos nós que construímos a nossa própria história. Portanto, se pensarmos que somos capazes, vamos mesmo ser capazes. Com este treino diário – e com muito trabalho, claro – aquilo em que pensamos passa a ser a nossa realidade.

Deixe por isso de pensar em frases como “Eu não consigo”, “Nunca vou ter isto ou aquilo” ou “Nunca vou chegar a ser aquilo que sempre sonhei”. Se sente que não é capaz, nunca irá atingir o que deseja. Lembre-se: temos de pensar positivo para que nos aconteçam coisas positivas.

No meu caso, eu sigo a minha intuição. Se achar que devo aceitar, aceito, sem dúvidas. Posso até dizer-lhe que me atiro de cabeça quando a minha intuição diz que o devo fazer. Ora veja: comecei a ser apresentadora de televisão de uma forma, digamos, não muito convencional. Quando criei o formato o “Eterno Feminino”, era apenas produtora, mas acabei por apresentá-lo também. Nunca tinha apresentado, portanto quando me propuseram ser apresentadora, o meu único pensamento foi “Eu nunca fiz, quero fazer”. É tão estimulante e desafiador sair da nossa zona de conforto! Aceitei e depois preparei-me durante meses para o fazer da melhor forma.

Algo semelhante aconteceu com o “Big Brother”. Continuava a produzir, mas já não apresentava um programa há algum tempo. Uma manhã tive a intuição de que iria voltar à apresentação. E não é que passados dois ou três dias me convidaram?! É verdade! Veja só o poder da intuição! Cá está, se eu não tivesse uma crença tão vincada, se calhar não teria sido convidada.

É bom aceitar desafios. É bom dizer que sim. É muito bom acreditarmos que somos capazes. Mas o mais importante é: não deixe de fazer. Se correr mal, aprendeu. Se correr bem, ainda melhor. Mas nunca fique com a típica questão “Será que devia ter feito?”.

Não se esqueça: você é capaz de tudo. Basta acreditar.

Se quiser saber mais conselhos acerca de ser capaz veja este vídeo que preparei para si. Espero que goste!

E já agora veja também...