Shares

Já se disse e escreveu tudo sobre o amor: que é fogo que arde sem se ver, que é louco, lindo. E todos desejamos amar, amar perdidamente. Quando amamos de coração todo o corpo reage. Vivemos aquela sensação única de ganhar asas e voar. Nada é impossível quando amamos.

E nem fazemos ideia duma série de reações que o amor gera em nós.

No mundo inteiro há especialistas que estudam o amor e o que ele gera em nós.

Descubra agora factos muito curiosos que estão cientificamente comprovados em relação ao amor. Vai rever-se em muitos deles e querer sempre mais e mais amor.

Tudo sobre o amor

O amor é um analgésico natural

Tudo sobre o amor - o amor é um analgésico natural

Tudo sobre o amor – o amor é um analgésico natural | Foto: blogspot

Dizer que o amor cura tudo não é uma frase feita. Está cientificamente provado que quando um casal in love se abraça há um aumento significativo de ocitocina, que ajuda o corpo a diminuir a dor e pode eliminar uma terrível dor de cabeça em 4 horas.

 

O amor é um vício

Tudo sobre o amor - o amor é um vício

Tudo sobre o amor – o amor é um vício | Foto: blogspot

Mais um facto que foi estudado e ficou provado: existe uma diferença científica entre amor e desejo.

Cientistas “vasculharam” o cérebro para ver quais as áreas que se iluminam durante os pensamentos eróticos e quais as que se iluminam quando existe amor.
E descobriram que os pensamentos meramente sexuais estimulam partes do cérebro que controlam sede, fome e excitação, enquanto o amor ilumina as partes do cérebro responsáveis por desejo, vício e euforia.
Isto significa que o amor é literalmente algo que vicia. Deve ser por isso que quando amamos ficamos de cabeça perdida e queremos sempre mais amor.

 

Quando o amor acaba ficar com o coração partido é mesmo verdade

Tudo sobre o amor - ficar de coração partido

Tudo sobre o amor – ficar de coração partido | Foto: laboratoriotoledo

Quantas vezes no fim duma relação demos por nós a dizer: “estou com o coração partido” e sentimos uma dor no peito? Essa dor não é psicológica. Quando as pessoas perdem o seu amor, a quantidade de stress que invade o nosso corpo pode ser tão grave que em muitos casos resulta no coração danificado fisicamente.
Enquanto a maioria das pessoas recupera relativamente rápido, aqueles que sofrem de modo mais grave com esta síndrome do coração partido podem sofrer uma falha muscular que nalguns casos (raros felizmente) pode ser fatal. Está então provado que se pode mesmo morrer de amor.

 

Quando se ama a sério a sintonia é total

Tudo sobre o amor - estar em sintonia total

Tudo sobre o amor – estar em sintonia total | Foto: elblogdelasalud</span

Sabia que os seus batimentos cardíacos e a sua respiração podem dizer muito sobre o seu relacionamento? Cientistas americanos descobriram que casais apaixonados, quando estão juntos costumam ter sua respiração e frequência cardíaca sincronizadas, ou seja, os sinais vitais indicam que há uma sintonia total no amor que está a viver.

 

O amor é mesmo cego

Tudo sobre o amor - o amor é cego

Tudo sobre o amor – o amor é cego | Foto: crazy-frankenstein

Cientistas ingleses descobriram que o amor leva à supressão da atividade nas áreas do cérebro que controlam o pensamento crítico. Ou seja, quando amamos, o cérebro reduz a necessidade de julgar o caráter e a personalidade da pessoa amada. Ela é simplesmente perfeita sem qualquer tipo de defeitos. Por isso o ditado “o amor é cego” é verdadeiro e está cientificamente provado.

Se gostou destas curiosidades, descubra também como mimar-se da cabeça aos pés  e eleja o seu vestido de princesa favorito. Já agora, dê um saltinho à Índia  e saiba tudo sobre o estilo rústico.

Shares

E já agora veja também...

Pin It on Pinterest