Shares

A minha colecção de caixas de música começou como começam todas. Por uma paixão inexplicável, por um objeto que, do nada, se transforma num símbolo da nossa essência, da forma como estamos na vida. A primeira caixinha foi-me oferecida por um amigo, há mais de 30 anos, e é (porque ainda hoje a tenho),um elegante e animado bailarino, de fraque e cartola, a dançar numa escadaria! Dou-lhe corda e o bonequinho desata a dançar alegremente, mais rápido no início e depois mais lentamente, à medida que a corda se vai gastando. E de repente pára! Acabou-se!   Pensei que uma caixa de música era como a vida. No início rápida e depois cada vez mais pausada, até um dia terminar. Não é triste, é só assim. O bom é que, tal como uma caixa de música, podemos tocar alegremente até ao fim! E a melodia é sempre maravilhosa. Do primeiro ao último dia! Eu só vou parar quando as pessoas deixarem de me dar corda!

Oiça aqui 3 caixinhas:

 

E se gostou da minha coleção de caixas de música, veja também a minha coleção de Santos Antónios e a minha coleção de peluches.

Shares

E já agora veja também...

Pin It on Pinterest