Shares

No meu site há muitas dicas de decoração e hoje o destaque vai para o papel de parede, que também pode ser um poderoso aliado na hora de decorar. Podemos encontrar todo o tipo de padrões e desenhos nos papéis de parede e podemos até mandar fazer um ao nosso gosto. Por um lado, é mais prático de colocar e por outro, não deixa cheiros nem resíduos na casa, já que não temos que mexer com tintas. E, para além disso, ainda proporciona um efeito personalizado na nossa casa, que não conseguiríamos obter de outra forma.
São mais que muitas as vantagens deste amiguinho de decoração, mas há algumas dicas que lhe quero deixar para que não falhe na hora de decidir que papel de parede usar.

A primeira coisa que tem a fazer é preparar a sua parede para receber o papel. Nada de buracos ou irregularidades. Se a sua parede tiver tendência a ganhar humidade, não deve colocar o papel, pois a sua durabilidade vai ser muito reduzida.
Se a sua parede já estiver pronta, só tem de passar um pano antes de colocar o papel para retirar qualquer sujidade ou pó, de forma a que o papel adira melhor. Simples, não é?

A segunda coisa é estar informado de todos os tipos de papel de parede que existem, já que há diferenças não apenas nas cores e padrões mas também no material.

Tipos de papel de Parede

– Vinílico: É resistente à luz e à humidade. Este papel é feito em PVC e é a escolha certa para ambientes mais húmidos, por isso, é ideal para quem procura alta durabilidade e facilidade na lavagem.

– Tradicional: É feito de celulose, ou seja, este papel de parede é, de facto, um papel. Por essa razão, é recomendado para ambientes secos. A limpeza pode ser feita com um pano húmido. A sua aplicação só serve em paredes lisas.

– TNT: Este papel de parede imita um tecido, embora o material não seja efetivamente tecido. Deve ser limpo com detergente, por isso envolve mais manutenção. Pode ser aplicado em paredes mais irregulares.

– Mica: Caracteriza-se por ter texturas e, por isso, resulta muito bem quando quer disfarçar alguma irregularidade na parede!

Papel de ParedeFoto: moyo

Papel de ParedeFoto: giovannaklestoff

De seguida decida onde quer colocar o papel de parede, por exemplo:

– Apenas uma parede: Se colocar o papel de parede somente numa das paredes da sua casa, vai tornar essa parede no foco de todas as atenções. Por isso, pode abusar de padrões e cores mais fortes, ja que é apenas um cantinho! É perfeito para não se “cansar” :).

Papel de parede com padrões fortesFoto: blogspot

Todas as paredes: Se quiser colocar papel de parede em todas as paredes da sua casa, o ideal é optar por um papel liso de cores neutras, a simular tinta. Desta forma não corre o risco de se fartar rapidamente da decoração e não terá dificuldade em conjugar a restante decoração!

Papel de parede de cores neutrasFoto: ruietiagovilaca

– Meia parede: Esta é a opção ideal para quem não quer gastar muito e ainda ajuda a equilibrar a restante decoração em ambientes já bastante carregados de móveis e objetos.

Papel de parede aplicado a meia paredeFoto: marcianejaim

– Faixa na parede: Esta opção é muito económica e trata-se apenas de dar um toque a mais na decoração dos espaços.

Papel de parede em faixa Foto: blogspot

Papel de parede em faixa Foto: blogspot

– Teto: Se há alternativa original para o papel de parede, é esta! É inesperada e surpreendente, pelo que vai adorar o resultado. No entanto, não é uma boa ideia se o pé direito da sua casa for muito baixo, já que vai dar a sensação de que a altura é ainda menor do que realmente é.

Papel de parede no tetoFoto: coisasdaxu

Papel de parede no tetoFoto: arquidicas

Papel de parede no tetoFoto: montacasa

E, para terminar: a escolha do papel de parede tem tudo a ver consigo, ou seja, deve ter em conta a sua personalidade e as suas preferências de cores e padrões, para que opte por algo de que não se vá cansar rapidamente. Quanto às texturas, pode decidir consoante a parede onde quer colocar o papel. Não se esqueça de ter em conta toda a decoração e móveis que já possui e, claro, o seu objetivo de decoração.

Se quer tornar divisões maiores, opte por cores claras e neutras, e padrões de riscas verticais, para que o espaço pareça ter mais altura, ou horizontais, para que pareça ter mais amplitude.

Papel parede de cores claras e neutras, e padrões de riscas verticaisFoto: luxdecoracoes

Papel parede de cores claras e neutras, e padrões de riscas verticaisFoto: decorandoonline

Para ambientes mais íntimos e aconchegantes, pode optar por papel de parede com cores mais quentes, por exemplo no quarto ou na sala.

 Papel parede de cores quentesFoto: luxdecoracoes

 Papel parede de cores quentesFoto: decorecomigo

 Papel parede de cores quentesFoto: imguol

Para os quartos de criança pode usar papéis de parede com desenhos mais infantis, mas o ideal é misturá-los com outros menos infantis, para ir acompanhando o crescimento dos seus filhos.

Papel de parede desenhos mais infantis e juvenisFoto: soumae

Papel de parede desenhos mais infantis e juvenisFoto: blogcasare

Papel de parede desenhos mais infantis e juvenisFoto: soparameninas

As casas de banho também podem ter papel de parede. Nesta divisão o ideal é usar um com tons claros que dêem a sensação de limpeza e frescura.

Papel de parede para casas de banhoFoto: decorandocomclasse

Papel de parede para casas de banhoFoto: decoracao.dicasenovidades

Papel de parede para casas de banhoFoto: blogdamariafernanda

A cozinha não é excepção no que toca ao uso de papel de parede. Pode usar num cantinho a simular azulejos, mas opte por um papel de parede fácil de limpar e resistente à humidade.

papel-de-parede-decoração-Foto 11Foto: casa.abril

Papel de parede na cozinhaFoto: decoracaodacasa

Se gostou deste artigo, veja também como misturar estilos de decoração  e confira a versatilidade de arrumação destas placas. Escolha qual o seu sofá e a sua cama de sonho. Aprenda ainda a adornar as suas paredes sem quaisquer custos  e não perca estas ideias para ter uma casa de sonho.

 

Shares

E já agora veja também...

Pin It on Pinterest